Publicado por: Carlos | 20/05/2009

Star Trek

jornadanasestrelas_13Sinopse:

O destino da Galáxia está nas mãos de amargos rivais de mundos bem diferentes. James Tiberius Kirk é um adolescente rebelde de Iowa sempre em busca de emoções, um líder por natureza à procura de uma causa. Spock cresceu no planeta Vulcano, excluído por ser metade humano. Ele é um aluno engenhoso e o primeiro de sua raça a ser aceito na Frota Estelar. Em sua busca para descobrir quem realmente são e o que têm a oferecer ao mundo, Kirk e Spock logo tornam-se competitivos cadetes em treinamento. Com estilos drasticamente opostos, um movido por paixão, o outro, por lógica, tornam-se adversários, fazendo de tudo para estar entre os escolhidos da mais avançada nave já criada, a U.S.S. Enterprise.
Em meio a isso, se deparam com a necessidade de criar uma improvável mas forte parceria, permitindo a eles levar a tripulação aonde ninguém jamais esteve.
(sic)

Antes de começar a escrever sobre este filme, gostaria de deixar bem claro que, até então, só sabia que Star Trek era a série do Dr. Spock, Cap. Kirk e que se passava no espaço, nunca assisti um episódio da série, muito menos sabia que os Vulcanos não podiam se apaixonar ou demonstrar sentimentos. Isto posto, vamos à análise:

O mote é contar a história de cada um dos personagens principais da série, até eles se juntarem na primeira expedição da Enterprise.

Jeffrey Jacob Abrams nos brinda com um espetacular e divertido filme de ficção científica, que tem sido capaz de agradar os trekkies de plantão e os astronautas de primeira viagem. Sua história é uma boa ideia para dar um novo impulso para a saga. É organizado, com um roteiro rápido e bem estruturado capaz de prender sua atenção à tela por mais de 120 minutos (Eu não vi as duas horas passarem), enfim, ação, aventura e ficção científica de primeira, a diversão é mais que garantida, os efeitos especiais são impecáveis assim com o trilha sonora.

Anúncios

Responses

  1. Sou antiga.
    Gosto da série antiga com o Capitão Kirk ….gato até hoje.
    Essa série foi muito ousada e vanguardista para os anos 60.
    Hoje tá meio que óbivia, pois nada mais é considerado de vanguarda, apenas moderno ou contemporâneo.
    Mesmo sendo ficção.
    Mas valeu vir aqui.

  2. A PALAVRA É ÓBVIA.

  3. Sou fã de Star Trek: A Nova Geração, não tanto da série original, mas estou louco para ver esse filme. J.J. Abrams é um cara muito esperto e habilidoso, acredito que ele soubre lidar com os dois lados da balança (trekkies e novatos) e ainda entregar um produto cinematográfico bom.

    Abraço

  4. eu ouvi falar meio mal desse filme.me disseram q tem uma cena em q tem um puta negócio importante sendo guardado por 2 guardas Oo.Cena,no mínimo,inverossímil.Mas ñ vi o filme,ñ sei do q ele estava falando,e to bem mais curioso pra ver o Anjos e Demônios,desse sim eu ouvi elogios

  5. Como você bem disse, o filme agrada “os trekkies de plantão e os astronautas de primeira viagem”. Esse é o grande mérito do roteiro. Obrigado pela visita ao Ultramuito! Abraços e sucesso com o blog!

  6. Tem certas coisas que nunca acabam:
    . as cataratas do iguaçu
    . areias do deserto
    . uma música do Latino
    . e essa mania do povo encher linguiça nesse tal de Star Treck

    O dia que botarem o Chewbacca se enchendo da concorrência e explodir todo mundo dessa multi-logia, vou fazer questão de estar na primeira fileira.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: