Publicado por: Carlos | 24/05/2009

Dicas de português – Os porquês

images_thumb[1]Por quê?

Por que?

Porque?

Porquê?

Que confusão! Ora a dupla vem coladinha. Ora, separada. Às vezes com acento. Outras, sem chapeuzinho. É um nó nos miolos. Nas redações, a gente se enrola como gato em novelo de lã.

POR QUE ou POR QUÊ:

Dois empregos dos porquês são pra lá de conhecidos. A escola os ensina muito bem. Por isso todo mundo os domina. Na pergunta, o parzinho é separado. Se o “que” estiver no fim da frase, no fim mesmo, encostado no ponto, leva circunflexo. Caso contrário, vem soltinho da silva:

Exemplos:

Por que as mulheres se explodem no Iraque?

As mulheres se explodem no Iraque por quê?

As mulheres se explodem no Iraque. Voce sabe por quê?

Moleza, não: Mas há um caso mais complicado. Trata-se do porquê separado sem estar em pergunta. Ele representa um senhor perigo. Gente muito boa tropeça na dupla a torto e a direito. O que fazer?

Entender-lhe as manhas. Desvendado o mistério, a verdade é uma só. Ele não é um bicho-de-sete-cabeças. Basta aprender por que uns se escrevem juntinhos; outros, separados. E abrir os olhos para os acentos. Os chapeuzinhos têm seu porquê. Vamos aos fatos:

Por que, separado sem estar em pergunta é construção preguiçosa. Aparece pela metade. Sem muita disposição para o batente, deixa subentendidos os substantivos “a razão, a causa, o motivo”:

Exemplos:

Gostaria de saber (a razão) por que a universidade continua em greve.

É possivel me dizer (o motivo) por que a universidade continua em greve?

Ainda não sabemos (as causas reais) por que o Brasil invadiu o Paraguai.

Viu? Antes do por que está escondido um substantivo. Ele não aparece. Mas conta. É que a língua, engenhosa, o omite. Os distraídos caem na armadilha. Os sabidos têm um macete. Sempre que o “por que” for substituível por  “a razão pela qual“, não dá outra. É um lá e outro cá. Se estiver no fim da linha, colado no ponto, ganha chapéu:

Exemplos:

Não entendi por que (a razão pela qual) a universidade continua em greve

PORQUE

A resposta à questão é moleza. O parzinho vem colado. É a conjunção causal:

Exemplos:

As mulheres se explodem no Iraque porque protestam contra a ocupação do país.

Eu canto porque o instante existe”, escreveu Cecília Meireles e cantou Fagner.

Por que trabalho? Ora, porque preciso pagar minhas contas.

PORQUÊ:

O porquê – juntinho e enchapelado – joga no time dos substantivos. É sinônimo de causa, razão, motivo. Ele apresenta duas marcas.

Uma: tem plural.

Outra: vem acompanhado de artigo, numeral ou pronome.

Exemplos:

Eis o porquê de as mulheres se explodirem no Iraque.

Agora entendo o porquê dos porquês.

Esse porquê poucos entendem.

O primeiro porquê é mais fácil que o segundo.

Fonte: Salvem a Língua Portuguesa.

Anúncios

Responses

  1. isso sempre pegou

    hehehehe

  2. Até hoje eu me confundo!
    Olha que sou professora, dei aula por 4 anos até desistir e ser uma problogger.
    Infelizmente nossa língua tem esses detalhes que sinceramente, não acrescenta em nada ao vocabulário.
    Gostei do layout do seu blog, fácil de localizar os posts, visual clean e o calendário também é show.

  3. E a reforma ortográfica não passou por esta parte… Por que?

  4. Eu tinha e ainda tenho muita dificuldade pra gravar essas regras.

  5. O nosso idioma é cheio de regras. Precisamos ficar atentos para não assassiná-lo vez ou outra…hehehe. Parabéns pelo post! A forma como você explicou o uso dos tipos de PORQUE ficou excelente!

    Abraço

  6. Aiin, sempre tive dúvidas em relação a esses “porquês”.
    Um dia eu ainda aprendo. Espero que sim.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: