Publicado por: Carlos | 03/09/2009

Se Beber, Não Case (The Hangover)

The HangoverSinopse:

Doug Billings (Justin Bartha) está prestes a se casar. Stu Price (Ed Helms), um dentista que planeja pedir a namorada em casamento, Phil Wenneck (Bradley Cooper), um professor colegial entediado com o matrimônio, e Alan Garner (Zach Galifianakis), seu futuro cunhado, são seus melhores amigos. O trio organiza uma festa de despedida de solteiro para Doug, levando-o para Las Vegas. Lá eles alugam uma suíte e têm uma noite de grande badalação. Na manhã seguinte os três acordam sem ter a menor idéia do que aconteceu na noite anterior. Eles sabem apenas que Stu perdeu um dente, há um tigre no banheiro, um bebê no closet e Doug simplesmente desapareceu. Para descobrir o que ocorreu, eles tentam juntar as memórias e reconstituir os eventos do dia anterior. (sic)

Abençoada seja a mudança que está tomando a comédia. Um misto de bobeira e  inteligencia, quem tem alguma coisa ruim para falar de Superbad e O virgem de 40 anos?

Ok, confesso, que quando li a sinopse de Se beber, não case, pensei: Pronto, lá vem outra daquelas comédias de despedidas de solteiros em Las Vegas, regada a danças no colo, roubo à cassinos, cafetões, etc., outro besteirol cheio de piadas ruins e manjadas, pra falar a verdade, nem ia assistir este filme no cinema, acabei assistindo por não ter nada melhor passando no horário e eu não queria ficar de rolezinho no shopping, mas meu amigo. Queimei a língua, ou melhor, queimei a garganta inteira, até o esôfago.

O filme é muito bom, é sensacional, ritmo constante, sem ser frenético, e há algo ainda mais notável: tem script e, é,  realmente, muito bom. Acredito que não estou exagerando ao dizer que é a melhor comédia de 2009 até a presente data.

Os personagens são os mesmos de sempre, um noivo gente boa, boa pinta que ama sua noiva, mas quer uma despedida de solteiro com os melhores amigos; Um perdedor, sem coragem de enfrentar sua vida e sua namorada de frente; Um maluco com cara de psicopata, mas que não passa de um menino grande e barbado (de longe, o personagem mais engraçado do filme) e aquele bonitão que, embora tenha uma vida estável e, aparentemente, perfeita, não consegue se desvincular do passado de garanhão e quer curtir até o último momento a despedida do amigo. Nenhuma novidade, não é mesmo? Só que os personagens são muito bem construídos e isso fez toda a diferença no filme.

O filme move-se em situações muito bem geridas e divertidas, tudo bem, tem umas coisas no filme que são meio confusas, mas com o desenrolar da história, quase tudo, é explicado e, muito bem explicado.  Até os saudosistas poderão matar as saudades do ex-campeão Mike Tyson.

Você aí, moleque otário, que não assistiu o filme ainda, levanta desta cadeira e vai pro cinema agora. Saí de lá com um sorriso de orelha a orelha, dor de lado de tanto rir, e a certeza que meu dinheiro foi muito bem empregado, vale a pena assistir, garantia de gargalhadas com este entretenimento de qualidade e espetacular, realmente, o filme é surpreendente, uma agradável surpresa.

 

Anúncios

Responses

  1. Puta

    To doido pra ver esse filme. Já to pagando pau desde quando tavam gravando.

    Abraço!
    Gabriel.

  2. muuuuuuuuuito bom esse filme.

  3. Filme DINOVO???
    Afff como eu sofro!!!!

  4. Ronaldo!

  5. Eu vi o trailler, mas não me interessou muito.

  6. Honestamente? Teu texto sobre o filme é bem mais empolgante que o trailer. Acho que o filme é meio ‘xoxo’…

    Abs.

  7. Muuuuuuito bom, vale a pena assistir!!!

  8. SÓ COMÉDIA AQUI MANO? 😀

  9. Ola!!

    Eu preciso ver esse filme…rs
    Adorei seu texto, me deixou com ainda mais vontade de assistir..rs
    beijos

  10. Muito bom, muito bom mesmo!
    Adorei e ri muito… Vale a pena assistir!

  11. Já estava me preparando pra critica também, mas é realmente muuuito bom!

    [e oolha q Carlos elogiar uma comédia desse tipo é, no minimo, estranho!]

  12. Cara, ser e ter amigo não é tarefa fácil para ninguém…
    Esse filme é um exemplo clássico de amor aos amigos e de tudo o que somos capazes de fazer por eles…
    Eu sou do tipo amigo a moda antiga que não manda flores, mas dá o sangue por uma amizade…
    Hangover, uma declaração de amor entre marmanjos que passam a vida inteira esperando pelos momentos de “folga”(entenda aqui, os momentos de folga que as mulheres nos dão feito migalhas, para lembrar-mo-nos que ainda estamos vivos) para estar entre os irmãos que a vida nos permitiu escolher…
    O legal também é que esse filme “não é mais um besteirol americano”, e sim, algo pra se fazer pensar, sem deixar de divertir…
    E como diverte…
    Hilário…

    Mas um filme bonito esteticamete analisando, a cena final, com um garotinho adormecido no colo de um dos amigos, o filme termina com eles entendendo tudo o que aconteceu na noite anterior por meio das fotos na câmera digital…
    Ele alí juntos, simbolizando a marcação do fim de uma era, uma vez que se separariam, pois um deles acabara de se casar. Enquanto que o garotinho simboliza a fé na amizade entre as meninos das próximas gerações…

    Para ter na coleção e assistir entre amigos…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: